---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?

Histórico

Publicado em 05/12/2013 às 14:52 - Atualizado em 08/01/2017 às 22:19

Vidal Ramos 1945 Baixar Imagem

João Filomeno da Rosa, chefiando um grupo de caçadores, saíram de Bom Retiro, por volta de 1916, em direção aos sertões do hoje município de Vidal Ramos, quando então marcaram sua presença na região, por isso que são tidos como seus desbravadores primitivos pelos moradores que conhecem a história desse novo pujante município. No ano seguinte, outro grupo de caçadores provindos de Ribeirão do Ouro, também e, no mesmo ano, foi que Walter Rhode, comandando um grupo de homens, veio de Bom Retiro e começou a proceder ao mapeamento e medição de ditas terras que formam a parte mais alta da cabeceira do Rio Itajaí-Mirim. Toda aquela área de terras era na época, propriedade do Dr. Possidônio, do Comendador Guimarães e de Dona. Corália Luz.

Em 1919 foi criado por lei estadual o distrito de Adolfo Konder que pertencia ao município de Brusque, na mesma área em que mais tarde seria criado o ministério de Vidal Ramos. Nesse mesmo ano, os Padres Augusto Schwierling, acompanhados Nicolau Petry e Henrique Blomer, saíram de Capivari, região sul do Estado, passando pelas vilas de Angelina, Garcia e Boitexburgo, atravessando o Rio Alferes à procura da parte mais alta da cabeceira do Rio Itajaí-Mirim, sendo que o primeiro dos colonos fixou morada no lugar denominado “Molungú” e o segundo na confluência dos Rios Itajaí-Mirim e Santa Cruz. Foi nesta época que foi dado o nome dessa localidade de Alto Itajaí-Mirim ou Rio da Brusque, onde hoje está situada a sede de Vidal Ramos.

Nos anos seguintes, outras famílias começaram a chegar a região, a procura de terras férteis, tendo uma delas – a de Pedro Weber – se estabelecidos na confluência do rio Santa Luiza com o Itajaí-Mirim e as famílias Boeing e Vanderlinde, fixaram-se naquelas proximidades providas da Região de Capivari.

Em 1923, o Dr. Constâncio Krümmel, adquiriu imensa gleba de terras no local em que está hoje instalado o município, com o fim de colonizar a região, denominada a sede da fazenda de “BOA ESPERANÇA”.

O município de Vidal Ramos data de três de dezembro de 1957, e, na ocasião englobava o distrito de Itaquá, hoje município de Presidente Nerêu.

 

Cultura

Na cultura destacam-se o Coral Infantil, a Banda Municipal e os grupos de canto em coral adulto, acontecendo anualmente, sempre no mês outubro, o Festival da Cultura de Vidal Ramos. As comunidades do interior apresentam arquitetura típica, costumes e atividades agrícolas, produzindo fumo, milho, mel, doces, geleias, pães, roscas, queijos, salames e outros.

 

Doce Festa

O talento das doceiras do município de Vidal Ramos deu origem a esta festa. O evento divulga a cidade e as delicias produzidas por mãos habilidosas. A festa reúne em um só local o que diariamente é oferecido nas confeitarias espalhadas na cidade, herança dos colonizadores. No cardápio, doces caseiros, biscoitos, geleias, compotas de frutas e muitos outros. Bailões shows e muitas atrações culturais também fazem parte da programação.

A 1ª edição aconteceu no ano de 1996 e a última em 2014. As duas últimas edições da Doce Festa aconteceram no novo parque de eventos, batizado com o nome do ex-prefeito Francisco Agostinho Koerich. Este parque começou a ser construído no início de 2008, em substituição ao antigo espaço da Doce Festa, onde atualmente existe a fábrica da Votorantim Cimentos, unidade de Vidal Ramos.

Um dos maiores objetivos da festa é divulgar o potencial turístico, gastronômico e cultural do povo Vidalense. Entrando para o calendário turístico de Santa Catarina, a festa típica do município também atrai milhares de visitantes.

 

 

Atividade Econômica

 

A economia do município é baseada principalmente na agricultura, com destaque para a produção de fumo, cebola, milho e feijão. Vidal Ramos também possui tradição na atividade madeireira e reflorestamento.

A área industrial possui um papel importante no movimento da economia. Com a construção de uma unidade da Votorantim Cimentos na cidade, a economia foi fomentada com a geração de empregos, movimentação na área imobiliária com o aluguel de residências, e nos demais setores, já que muitos dos trabalhadores passaram a residir no município. 

 

Fumicultura

Grande parte das famílias que residem em Vidal Ramos obtém o sustento dos seus lares, através da agricultura. A atividade agrícola que predomina no município é o plantio  de fumo e conseqüentemente o tabaco é a principal renda da maioria das pessoas do interior.

Atualmente mais de 1.000 famílias trabalham na cultura do fumo ultrapassando o número de 4.000 pessoas trabalhando nesta lavoura.

Em função do alto rendimento desta atividade agrícola, milhares de reais movimentam o comércio local e diversos segmentos econômicos de Vidal Ramos todos os anos.

 Turismo

 

Vidal Ramos oferece lindos panoramas com inúmeras quedas d'água, entre eles a Cachoeira do Molungu e a Nascente de Rio Itajaí-Mirim. Também os picos chamados Chapéu do Sol, Morro do Palácio e “Morro da Tartaruga”.

 

Acolhida na Colônia

O município possui ainda a Doce Acolhida como rota do projeto de agroturismo Acolhida na Colônia.


Festa do Fim de Ano

Atenção!
Há campos a serem revisados.
Atenção!
Há campos a serem revisados.
Verificação de segurança.*