---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Com estiagem, Casan investe em mais uma captação de água

Publicado em 14/01/2020 às 11:09 - Atualizado em 14/01/2020 às 11:09

Divulgação Secretaria de Agricultura Baixar Imagem

A situação ainda é crítica, principalmente no setor agrícola de Vidal Ramos. A chuva registrada na semana passada, em torno de 80 a 90 milímetros, não foi suficiente para normalizar os problemas da estiagem. Segundo o secretário de Agricultura, Almir Schmitz, os reais prejuízos serão calculados nos próximos meses, na colheita dos grãos. A pastagem do gado está seca, diminuiu o nível da água nas lagoas, e falta água até para as necessidades básicas em algumas comunidades. O Cervida também precisou de reposição.

 

 

Nova captação de água

 

De acordo com a Casan de Vidal Ramos, desde a década de 90, o município não registrava falta de água que se comparasse a estiagem atual. Depois que se criou a Unidade de Conservação Parque Chapéu das Águas isso não havia acontecido em virtude da preservação da área de manancial.

De acordo com Leandro Lyra, que integra a equipe da Casan de Vidal Ramos, nesse último ano choveu bem abaixo da média. E as perspectivas não são as melhores para os próximos anos.

 

Pensando a longo prazo, a Casan inicia uma obra para captar água do Riozinho, um reforço para abastecer a cidade em casos extremos. A execução será da equipe local, com apoio da Prefeitura. Uma obra considerada bastante difícil, com abertura de trilha e passagem por perau. A água chegará ao ponto de distribuição por gravidade. A previsão é concluir os trabalhos até final de janeiro.

Atualmente são consumidos em torno de 500 mil litros de água por dia.